sábado, 24 de novembro de 2012

Deveriamos todos saber controlar as emoções..

Seria tudo muito mais fàcil se nunca houvessem divòrcios,mas o certo è que eles são muitas vezes inevitàveis!
E embora acredite que seja muito dificil,nunca passei por nenhum,mas assisti ao dos meus pais e sei que custa,acho que ambas as partes deveriam tentar gerir o melhor possìvel as emoções e se hà filhos no meio,especialmente pequenos,tentar fazer as coisas com calma e discernimento..
Eu não estou a passar por isso,mas mesmo no dia a dia,tentamos sempre nunca discutir em frente ao piolho,atè porque se falar mais alto para o namorido,temos logo um pequeno ser aos gritos e a abanar com as mãos,a copiar a mãe!E mesmo que não esteja de muito bom humor com o pai,nunca o transmito para o piolho,falo lhe do pai normalmente,porque não quero que ele assista a coisas sem importância ou que tenha uma opinião dirferente do seu pai,sò porque eu estou zangada com ele!
Mas infelizmente nem sempre è assim,e entristece-me ver casos,de  processo de divòrcio,havendo crianças pequeninas em que uma das partes,tenta por tudo virar  os filhos contra o outro,e denigre a imagem que a criança tem do seu pai/mãe!Acho horrivel fazerem uma coisa dessas e pior ainda è quando,para completar a festa, começa a violência fisìca e verbal  entre ambos..
Considero uma situação tão degradadante que nem a tento compreender!
Sinceramente,espero se um dia tiver que passar por um divòrcio,ter o discernimento de me saber comportar e de saber gerir emoções e nunca fazer este tipo de figurinhas tristes!

3 comentários:

Magda E. disse...

Tal como tu lamento essas atitudes, no entanto acho que mais importante que não discutir à frente das crianças, é ter o cuidado de, se isso acontecer, terminar a discussão à frente deles tb. Sou do tipo de pessoa que acha que não devemos pintar um mundo cor de rosa às crianças. As pessoas discutem, e é importante eles terem a noção q apesar disso, não deixamos de gostar uns dos outros. Tal cm qd ralhamos com eles. Mas é apenas a minha opinião e sei que haverá quem discorde e respeito. desculpa o testamento. bjinhos

Cláudia, Vila do Conde disse...

Pois é...às vezes as emoções são difíceis de gerir e temos que nos controlar à frente dos pequeninos...mas confesso que é difícil...e é mesmo isso que tu dizes...se isso acontece tenho logo o tesourinho aos gritos a emitar a mãe!

sandra disse...

Tento não falar porque na vida nunca sabemos o que nos espera mas desejo nunca passar por isso e se um dia tiver de ser que continue com a minha sanidade mental porque o bem estar dos meus filhos sempre em primeiro lugar e o pai terá de ser sempre o maior para eles comigo é outra história mas como pai nunca que irei tentar complicar com a relação que tem com os meus filhos pelo contrario terei de dividir as águas nem todos têm essa capacidade mental e também tenho essa ideia mas nunca se sabe quando é com nos,bjinhos

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers