sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Chegou o dia!
Dia 01/12/2017,dia de aniversário do meu pai,que tanta falta me faz..deixou me cedo demais.
Dia de aniversário de uma prima/amiga/irmã,que foi uma companheira durante uns bons aninhos neste país que não era o meu..e que foi para longe de nós,recomeçar uma nova vida e tentar um futuro melhor com a família que adoro e que tanta falta me faz!
Parabéns minha querida! Estamos longe mas estás sempre no meu coração!

E ainda dia de partida..
Dia de regresso.
Dia em que deixo este país que não é o meu,mas que me acolheu durante estes últimos anos,quase 10 e que me trouxe muita coisa boa,sobretudo pessoas.
Eu que sou uma apaixonada por pessoas,e que facilmente me dou,abro o coração e braços e que facilmente deixo entrar amigos na minha vida.
E sim,ainda se encontram verdadeiras amizades!
Aqui deixo um bocadinho do meu coração,e levo amizades que serão para a vida.
Aqui deixo pessoas que me vão fazer muita falta,tal como me fizeram falta as que há 10 anos deixei em Portugal.
Vamos sobreviver,eu e elas,mas vão fazer falta!
E agora é hora de recomeçar,de arregaçar mangas e voltar a construir tudo de novo,num país que é meu,com pessoas que são minhas e com uma família que não tinha quando o deixei há 10 anos!
Vai ser duro,já o está a ser,e ver o pequeno a chorar que não quer ir embora,ainda custa mais..
Mas tudo há de correr bem,tudo se há de endireitar e compor.

2018 vai ser um bom ano,tem de ser!!

Home is where I'm with you 😍

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

15

15 dias...
Data para entregar a casa definida,transportador e data tratado,caixas pr todo o lado...
Dez anos..
E direito a xixis de princesa no chão,sem motivo aparente.
A xixi na cama de piolho à 01h da madrugada..
A choro de manhã porque afinal quer ficar cá mais um dia ou dois..
Porque afinal tem um bocadinho de medo da escola nova..
E a menino sensível e choramingas a todas as horas..
A estômago embrulhado,caspa no cabelo e insônia..muita insônia..
Medos,receios,apreensão..
Foram 10 anos numa vida só nossa,onde ninguém nos conhecia e onde criamos uma família.
Sim,vai tudo correr bem,já sei,mas o medo de voltar para um lugar que não é o meu,uma terra onde muitos acham que me conhecem,onde muitos te julgam por histórias e passados,onde muitos falam do que não lhes pertence...assusta e dá que pensar.o único lugar no mundo que dá medo pensar em viver..
Não devia,não combina comigo mas pronto,ansiedade provoca estes pensamentos..
Insônia dá muito tempo para pensar..
Passa,sei que passa,tudo passa e uma vida nova constrói se,com as pessoas importantes,aquelas que importam e que fazem apenas bem ao coração..
Tudo se constrói,ou reconstrói,mas neste momento há pouca calma na alma..
Há um homem feliz nesta casa,uma miúda que não está nem aí,ou parece..
Um miúdo confuso e stressado..
E uma mulher feliz mas inquieta,ansiosa e receosa de não saber como encaixar na nova vida..
Tudo a seu tempo,tudo precisa de tempo.
Falar de sentimentos próprios não é fácil,resta a melhor terapia..escrever.

domingo, 12 de novembro de 2017

10 anos depois

13/11/2007
O dia em que começamos uma vida a dois,em que nos metemos num avião,com destino a um país desconhecido e a uma língua diferente.
A um trabalho desconhecido,a uma aventura que nos saiu completamente "furada"!Pelo menos nos primeiros dias..
Era a primeira vez que saíamos do nosso cantinho,das asas das mães e que íamos ter de crescer e nos desenrascar sozinhos.
Medo,sim algum,mas uma vontade louca de correr mundo.pelo menos para mim!
Os primeiros tempos foram duros e puseram nos completamente embaixo,mas estávamos juntos e apaixonados e acho que isso era a nossa força.
E depois fomos conhecendo pessoas fantásticas que nos apoiaram e ajudaram em tudo,que se desdobraram de esforços para que a nossa aventura fosse menos dura..
E tudo melhorou,e passamos 7 meses muito bons e cheios de coisas novas.
Fizemos amigos que nunca esqueceremos e que quero muito voltar a ver.
Ainda leio muitas vezes os postais que nos deram quando decidimos voltar a mudar enos viemos embora.
Ofereceram nos um almoço,fotos e postais cheios de palavras de carinho e amizade e nunca serão esquecidos..

Hoje,10 anos depois,estamos novamente a preparar uma mudança.Desta vez de volta para o nosso cantinho,para perto do que é importante,da família.
Uma nova aventura,que será vivida a 4,e que custará de certeza,muito mais.
Foram 10 anos fora,tudo mudou,nós mudamos,e hoje somos uma família e a adaptação não será a mesma.
Mas quero acreditar que como há 10 anos atrás,seremos bem acolhidos e que devagarinho,tudo se volte a encaixar.
Tal como da primeira aventura,aqui fizemos grandes amigos e vai custar deixar tudo para trás..
Mas tal como os primeiros,estes nunca serão esquecidos,e vamos tentar nunca perder contato..
Sábado tenho um jantar com as mais importantes e sei que vai custar pensar que é o último,mas consola saber que estaremos sempre por perto e sobretudo que vão todas ficar bem!
Estas amizades são o tesouro mais valioso desta nossa aventura de 10 anos..

sábado, 21 de outubro de 2017

Nunca tive medo de mudanças e nunca me senti como se pertencesse a um lugar só.
Desde pequena que andei de lado para lado,mudamos algumas,muitas,vezes de casa e até de escola,e sempre me adaptei bem.
Sou de palavra fácil,não tenho medo de começar uma conversa,faço amizades facilmente,e embora me custasse sempre me separar dos amigos,conseguia sempre fazer novos e tentava nunca deixar os outros para trás.
Era assim na escola,quando nos separamos no 9° ano,continuamos a enviar cartas,sim cartas porque não havia telemóveis para ninguém meus amigos...
E hoje em dia mesmo falando raríssimas vezes,tenho a certeza que as amizades verdadeiras estão lá,num cantinho do coração.
Tive a prova disso quando fizemos um encontro,passados mais de 10 anos,e foi como se nos falassemos todos os dias!
Ganhei outros amigos pela adolescência fora,uns foram,outros ficaram,mas aqueles que me marcaram estão sempre no tal cantinho e de vez em quando lá vamos falando e sei que se os voltar a ver será igual,como se fosse ontem!
Ainda há os que fui ganhando,sim porque amigos são sempre vitórias que se somam na nossa vida,durante os trabalhos que fui tendo,e esses igualmente encontram se no cantinho e sempre que posso vou lembrando que estou aqui.
E depois há aqueles que me acompanharam durante estes anos neste país que não é o meu.
E com esses,os laços que se criaram,ou que se reforçaram,porque alguns já existiam na minha vida antes,esses laços são de uma força que nunca quebrará.
Não sei se é por estarmos tão longe de "casa",se por tudo ser diferente,se pela língua ser outra..o porquê não importa realmente,o que vale é que os sentimentos aqui ganham outra força e tudo é mais intenso.
E as amizades que fiz aqui,estiveram ao meu lado quando mais precisei,e nas alturas mais importantes da minha vida.e isso NUNCA será esquecido.
As pessoas que fazem parte do meu coração sabem,faço questão de as ir lembrando,e de lá não vão sair,mude eu de país mais umas 50 vezes!
Mas que estas amizades,poucas na verdade,que ganhei aqui,vão me fazer muita falta,isso vão!
O Sérgio diz que não leva daqui,e que não vai sentir falta de nada...na verdade nunca chegou a fazer amigos de verdade aqui porque ele praticamente é casa/trabalho...há colegas que com certeza vai gostar de rever de vez em quando mas não fez amigos como eu..
Eu ganhei "irmãs e sobrinhos"..e vai doer deixá los para trás,embora as férias sejam para nos reencontrarmos,já não será todos os dias e sei que vai custar.
Já custou muito quando,há ano e meio vi uma família que amo de coração,ir para longe de nós,mais uma vez..e dessa vez sei que custou ao Sérgio também!
Mas sei que estão bem lá e que aqui estava a tornar-se impossível para eles.
E tal como para mim,só quero o melhor da vida para eles.
Este país não me deixa saudade,mas o que vivi nele sim.
Foi aqui que crescemos como família,foi aqui que começamos a criar os nossos filhos,foi aqui que passamos momentos bons e momentos péssimos.
E essas amizades estavam aqui,do nosso lado e cresceram connosco.
Mais comigo e com os miúdos,é verdade,e por isso acredito que será a nós que vai doer mais.
Sim,vamos voltar para o país do coração,vamos voltar para as pessoas da nossa vida,para a família e acredito que tudo será melhor e mais fácil.
Mas não nego que vai custar e que um cantinho do coração ficará aqui,com eles.
Já passei por muitas mudanças,esta será uma das mais complicadas certamente.
E está a aproximar se a passos largos,e começa a "trabalhar" na cabeça.
E este próximo mês prevê se stressante e intenso em emoções..
Tudo se vai arranjar,sei bem que sim,e tudo vai melhorar,mas o friozinho na barriga está lá!

Home is where your heart is.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Ano novo

Setembro começou e a minha paciência para vir cá e para desabafar continua a mesma,simplesmente nula!
Este ano é um ano complicado,ano de mudança,muitas e a vários níveis e isso tem mexido com todos cá em casa.
Ano de entrada do piolho Afonso para o 1° ano,de possível regresso ao trabalho para mim,(que afinal foi adiado),de regresso ao nosso país do coração,casa nova,volta às origens..
Tudo a deixar uma ansiedade enorme nestes corações,pelo menos em 3,porque a pequenina ainda não percebe o que se passa.
Afonso já fez a entrada na escola aqui e tudo corre lindamente,mas agora começo a pensar como vai ser quando mudar novamente de escola,de amigos,de professora,de país,de língua,tudo novo!
Decidimos mudar no fim de novembro,assim ele aproveita umas semanas antes das férias de Natal para se habituar á escola,aos amigos e tudo o resto.
Mas será a melhor altura,será que estamos a fazer bem?
Será que não vai ser mau para a avaliação do primeiro período?
E a festinha de Natal,será que o vão envolver?
Não se vai sentir de lado?
Ele que é tão sensível,tão emocional,cheio de medos.
Este meu filho que leva tudo a peito e que carrega o mundo nos ombros,que é exigente demais com tudo e principalmente com ele..
Será que estamos a tomar a decisão certa?
São tantas perguntas sem resposta,são tantas indecisões.
Se pudéssemos já estaríamos em Portugal e ele faria a entrada logo naquela que será a sua escola,mas a vida não deixa.
Nada corre como planeamos e temos de viver com isso.
Só quero que estes meses passem rapidinho para tentar resolver a nossa vida,tentar ter uma vida normal e estabilidade..
Neste momento sinto me a pairar,sinto que nada tem sentido e que tudo está por resolver na nossa vida e sinceramente,odeio este sentimento!

sábado, 1 de julho de 2017

Sejas bem vindo Julho

Junho acabou com muitos receios,incertezas,medos.o último dia do mês foi dia de sofrer,esperar,rezar para que tudo corresse bem..e no fim valeu a pena porque tudo correu da melhor maneira.
Hoje primeiro dia do meu mês,dia de viragem e de certezas que tudo vai correr bem daqui para a frente.
Embora as primeiras semanas do mês sejam duras,que o vão ser,as seguintes serão com certeza melhores e daí para a frente tudo será bom!
Pequenina vai ter mais qualidade de vida,nós iremos ter melhores noites,assim espero.
Ela vai evoluir,crescer e tudo será melhor.
Julho é o meu mês,o mês de uma "irmã",mês dos amigos..tantas razões para festejar!
Que venha e que seja bom!!

terça-feira, 20 de junho de 2017

Mãezite aguda....

Sou uma pessoa"dura",considero me forte e resistente,com estofo para aguentar adversidades e que não quebra facilmente.
Já tive alguns contratempos,já passei por momentos que meteram á prova e a força veio sempre.
Desta vez,está a custar mais..
Mafalda sempre teve problemas de garganta e afins e como não se vê melhorias,sabia que corria o risco de ser operada.
Estava preparada e mentalizada para isso..ou achava que estava.
Fomos á pediatra a semana passada e constatamos que não tem crescido,perdeu peso até no ultimo ano,as dificuldades para dormir estão iguais e a garganta continua igual.
Preparou me para ter de operar a menina.
Muito bem,assim seja....
Fomos á otorrino que vai decidir se opera ontem.
Não há dúvida,operação daqui a 15 dias,todos os problemas que já sabia e ainda perdeu 40% de audição até hoje.
Temos de operar nariz,ouvidos e garganta...
Operação marcada e desde aí nó na garganta da mãe..
Oh não é nada demais,vai num dia e vem no outro,é uma coisa simples...é melhor para ela,vai correr bem e vai ficar boa...
Pois,mas digam o que disserem o aperto não vai embora e a mãe parece que parou naquele consultório e não consegue avançar.
Tão pequenina,vai sofrer com as dores,vai sofrer com o pós operatório..Não vai poder comer normal pelo menos 15 dias..
Pode correr mal..anestesia geral é sempre uma anestesia geral.
Sei lá as 50000 mil coisas que me passam pela cabeça..
E o nó não vai embora,e a pessoa que se julga forte,afinal desmorona e tem coração..
E perde a noite acordada,e só pensa naquilo.

Sendo assim,espero que chegue rapidinho o dia para poder sofrer tudo de uma vez e acabar com a angústia,até lá não me parece que volte a ser eu mesma.
Deve ser o síndrome de mãezite aguda..

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Há 6 anos que passo a noite de 9 para 10 de Maio praticamente acordada...
Não sei se virou ritual,não sei se é a cabeça que automaticamente mete se em modo recordação e reflexão mas se há 6 anos estava á espera de conhecer o príncipe da minha vida e por isso estive toda a noite acordada,e desde aí todos os anos,nesta noite o sono não vem e passo a noite a pensar em ti e no ano que passou!
Teem sido 6 anos de alegrias,mimo,amor,algumas horas menos boas,algumas birras ou contrariedades.
Tem sido uma aprendizagem,para ti que cresces e que gostas de saber tudo,de perguntar tudo,de entender..e para mim,que aprendo como tentar te educar para o mundo da melhor forma possível!
Tens agora 6 anos,acabados de fazer e já queres saber tanta coisa,queres compreender tudo á tua volta,e eu orgulho me que sejas assim.
Sempre quis ter um filho,um menino,talvez porque é a minha zona de conforto,porque ajudei a criar um,o teu padrinho,e sinto que fiz um bom trabalho!
Olha sempre para o teu pai como um exemplo,mas também para o teu padrinho,que é um dos melhores homens que conheço!
Hoje tens 6 anos e estás crescido demais,já temos grandes conversas e sinto que às vezes me faltam as palavras para todas as tuas perguntas.
És um menino meigo,atencioso,sensível,mimado,amigo,atento,curioso,querido.
Tens 6 anos e parece que estás um homenzinho,e eu sei que tenho de te deixar crescer e preparar para o mundo em que te coloquei.
E o meu maior desejo é conseguir ajudar te a tornar te num homem bom e feliz como o és agora em menino!
Ainda tens muito para aprender,muito para viver e espero estar sempre ao teu lado para presenciar todas as tuas conquistas,e mesmo as perdas e momentos menos bons,fazem parte da vida meu amor.
Apenas tens de aprender a aceitar esses dissabores e a contornar da melhor maneira,coisa que por agora é difícil para ti.
Mas hoje quero que seja apenas um dia feliz,como tento que seja todos os anos,e todos os dias já agora!
Que tenhas um dia rodeado de amor,que te sintas felizardo por tudo que tens,que pode parecer sempre pouco mas um dia irás dar um valor enorme.
Que te divirtas e faças tudo que te apetecer,desde que seja razoável!
E que esteja ao teu lado,ou por perto,hoje e todos os outros dias desta tua vida doce!
Parabéns meu amor pequenino,e sim,serás sempre o meu bebé,como me perguntaste um destes dias!
Daqui a uns anos vais revirar os olhos quando leres isto,porque a adolescência é assim mesmo e faz parte..
Mas daqui a muitos anos tenho certeza que será bom leres isto e saber que a mãe esteve sempre ao teu lado e tentou sempre o melhor para ti!
Só quero que sejas simplesmente FELIZ!

quarta-feira, 22 de março de 2017

Tornar se mãe è o momento mais importante na vida de uma mulher,pelo menos aquelas que assim o desejam.
Acredito que quando nasce o nosso primeiro filho,nasce uma nova mulher e toda uma vida muda,para melhor!
E ontem,dia 21 de Março de 2017,nasceu uma nova mulher que me è muito querida.
E nasceu um tesouro pelo qual já estou apaixonada desde o momento em que a mãe o colocou nos meus braços.
Para ti que ontem começaste uma nova vida,a melhor de todas.
Que viveste o melhor momento de sempre..
Que foste uma heroína e deste a vida a esse pequeno ser que tanta alegria vai trazer..
Que estás em pleno namoro a três..
Dizer te que estamos aqui para tudo que precisarem,que te desejamos tudo de melhor que a vida vos possa oferecer.
Que faças ouvidos moucos a quem não sabe colocar se no seu lugar e só vem dizer asneira e inutilidades nesta fase tão boa..
Que vivas com toda a intensidade,amor e alegria estes primeiros dias,assim como todos os outros.
Que sejas a mãe mais carinhosa,mimalha,amorosa,paciente que consigas.
Que esse pequeno tesouro tenha todo o amor que merece,e isso tenho certeza que terá!
Dizer te que tenhas paciência para esta fase de adaptação,para as noites más,se as houverem.
Para os momentos em que ele,tão pequenino e indefeso,não souber como se manisfestar,e chorar muito,o olhares com todo o teu amor e penses que è só uma fase e que com amor tudo se Condé!
E que sempre que precisares,saibas que estamos aqui,bem ao lado para o que for preciso.
Prepara te para me aturares,dentro do possível,porque vou estar sempre por perto.
Adoro vos muito,mas isso já vocês sabem!

sábado, 28 de janeiro de 2017

Deles..

Eles estão crescidos e super unidos..
Amigos,cúmplices,sempre em guerra e sempre atrás um do outro..
Ele sensível e amoroso como sempre,ela palhacinha e meiguinha..
Ela è muito senhora do seu nariz e acha que consegue e pode fazer tudo como quer e quando quer..uma "sopinha de massa",que precisa de meter legendas quando fala,porque ninguém a entende!e no entanto,fala,oh se fala a tagarela!
Acha que tudo lhe pertence e tudo gira em volta dela..tem de ter atenção permanente!
Ele não gosta de estar sozinho,odeia brincar só,gosta de mimo,de colo,de beijinhos,de atenção..
Cada vez gosta menos de brincadeiras com brinquedo e prefere jogos de sociedade,livros,jogos de adivinhar...
Coisas de grande,porque segundo ele,"já tenho pêlos e estou um homem"!!
Ela acha que sabe tudo e não precisa de ninguém para nAda.
São o oposto um do outro e adoram se..
Mesmo que passem a vida a gritar um com o outro e a aborrecerem se mutuamente.
Um dia como hoje,em que um deles saiu à sua vidinha,e o outro ficou,è sinônimo de perguntas a toda a hora..
"O Afonso??onde tá??"
"O Afonso ??quando vem??"
"O Afonso??"
E depois,a alegria de o reencontrar!
E em segundos,já estão a gritar e a pegar um com o outro..
E nós,pais,temos de redrobar paciência e tentar apreciar os momentos bons,muito bons,e ignorar aqueles em que já nem os podemos ouvir.
E tentar esquecer as horas de refeições,que são o pior momento nesta casa.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Já não me lembro da última vez que escrevi aqui e nem sei bem o porquê de não o fazer...
Se calhar precisava de tempo,espaço e talvez motivação.
Ora que hoje bateu à porta a vontade de voltar..por quanto tempo não sei,logo verei.
O certo é que apeteceu falar..ou escrever vá.
Não sei se è dos 30,não sei se è de ter sido mãe(,até parece que foi ontem que fui mãe),ou se será simples saudosismo.
O que sei è que ultimamente sinto muito falta de pessoas que foram importantes e essenciais na minha vida,pessoas que me guiaram,que me viram crescer,que contribuiram para tudo que sou hoje.
Pessoas que a vida foi afastando,ou simplesmente a estupidez da adolescência.
Pessoas que olhando para trás,deviam estar sempre presentes na minha vida..porque fazem parte da minha história,de mim.
Pessoas que não vejo há anos,das quais nada sei,mas que decididamente vou procurar e tentar reencontrar.
Mostrar na mulher que me tornei,mostrar que se podem orgulhar do trabalho que tiveram comigo.
Já o comecei ao voltar a falar com a minha madrinha e a minha tia.
Agora quero reencontrar aquela que foi a minha segunda mãe,MaeMia como.lhe chamava...
Foi tão importante na minha infância,tenho tantas recordações.E preciso mesmo de voltar a vê-la.
Ela e aqueles que foram os meus "irmãos" quando ainda não existia o meu de sangue.
Dizer lhes o quanto contribuiram para o que sou hoje,e o quanto sou agradecida por terem feito parte da minha vida.
Tenho certeza que hei de conseguir,afinal não são de outro país,ainda por cima hoje em dia tudo è mais fácil..

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Calma depois da tempestade

Não posso faltar apenas das alturas más..
Tivemos uma fase má,de tempestade aqui por casa e não quis falar sobre isso..
mas averdade è que tem melhorado,não sei se será influência de eu estar mais calma e paciente,mas eles portam se relativamente melhor.
Quando viemos de férias em setembro,foi o caos,vinham doidos,portavam se mal,nunca obedeciam,Afonso chorava sem razão,com razão..a toda a hora..
E ela,bem ela achava que podia fazer tudo que lhe apetecia,quando bem lhe apetecia..
Essa parte não mudou muito,mas já acalmou.
Não sei se era mesmo de eu andar cansada,desorientada,triste com várias coisas...trabalho,ou melhor a falta dele,saber que para já não posso voltar a trabalhar.a casa que não avançava e a vida em stand by..as minhas dores na anca que atacaram forte..eles que pareciam possuídos ou coisa parecida.
Os dias eram um inferno.
Mas felizmente vai se tudo compondo e como já ouvi dizer,"a vida resolve se sozinha"
Eu acalmei,as dores acalmaram,a casa avança e o resto vai se resolvendo.
E consequentemente eles acalmaram,estão mais obedientes,amigos,e os dias passam se melhor.
Acredito que grande culpa desta fase má,foi minha e da minha "loucura passageira"..
Eles só estavam stressados porque eu estava a ser uma má influência.
Agora são duas crianças normais,que se zangam,gritam,brincam e teem os seus momentos de birrinhas.
E eu tenho mais paciência para eles.
Ela ainda me dá trabalho,è uma cabeça dura e desafiadora,gozona,doida,adora chatear o irmão e fazer palhaçada.
Mas tudo passa e tudo se faz,tudo se resolve e a vida vai rolando.
E não posso apenas registar os momentos maus...

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Sensibilidade excessiva

Tenho um filho sensível..sei disso desde pequenino.
E a cada dia que passa torna se mais evidente.
E acho mesmo que tenho de trabalhar esta faceta dele.
Tenho medo que isso venha a ser um empecilho na vida dele..
Chora facilmente.enerva se facilmente..emociona se com coisa mínimas.
A entrada da irmã para a escola foi um trauma que deu para uma semana..vomitou,dormiu mal,choro a toda a hora..
Isto só porque ela chorou no primeiro dia e ele achava que ela estava triste e não queria ir para a escola..
E tivemos de falar muito até as coisas acalmarem.
Hoje tive mais uma prova que ele é super sensível.
A ver desenhos animados,uma menina chorava porque o gato morreu e ele já estava com as lágrimas nos olhos..
Perguntei porque e tentou esconder..
Mas sou mãe e percebi..
Preciso mesmo de falar muito com ele e aprofundar este lado dele..

sexta-feira, 22 de julho de 2016

à primeira princesa da minha vida

Hoje a primeira princesa da minha vida faz 7 aninhos!
Aquela que foi o primeiro amor pequenino da minha vida,a minha,nossa,afilhada!
Eu que nem pensava em meninas e afinal apaixonei-me por ela assim que a vi,1mês depois de ter nascido,por causa da distância que insiste em nos separar.
Linda,perfeitinha,bochechuda,amorosa..e minha,um bocadinho minha!
Alice,ou Margarida como è para a madrinha,gosto de ti como se fosses minha e apesar de estar longe penso em ti todos os dias,e quero que saibas que podes contar comigo hoje e sempre!
E o que quero è que sejas sempre muitoooo feliz!longe ou perto de mim!
parabèns princesa da madrinha!!nòs adoramos-te!

segunda-feira, 18 de julho de 2016


São 30...e mais 2!!
Bem vividos e acima de tudo felizes!hoje mais do que nunca!!
Que os anos que aí vêem sejam sempre como este que passou,ao lado deles,rodeada de pessoas que me fazem bem!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers